quarta-feira, 19 de abril de 2017

Carpintaria nietzschiana

A filosofia do martelo
se abate sobre a cabeça
de quem o ego nega ser prego,
ou pretende que se esqueça.

Ela diz: pensa por ti mesmo!
sem divina luz anterior
ou cego preconceito,
sem receita para aliviar a dor.

A dor é possível, se passível for.
Ser passivo nunca é bom,
melhor passável qual ator

que interpreta e desvenda o dom
que é a vida; complô,
se não lhe damos nosso tom.

Nenhum comentário: