quinta-feira, 7 de abril de 2011

Acerca das Utilidades



Não quero viver em agonia,
Mas qual o propósito do viver?
Pagar as contas sempre em dia
Esperando algo acontecer?

Se estudar conseguirei o guia
De tudo enquanto possa se saber?
E que finalidade propicia
Se, no fim, todos vão morrer?

Quisera perder a fé na minha razão,
Marionete preso pela corda,
Cego na caverna de Platão.

Quisera só viver, mas apavora
Pensar que tudo é só repetição:
Pagar as contas e contar as horas.

Nenhum comentário: