quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Prefácio de Projeto

Meu chocalho de palavras,
Ao teu ouvido balanço,
Se nada te despertar,
Que te sirva de acalanto.

Se não provocar tua ira,
Ao menos te faça manso,
Se não te der alegria,
Que te liberte esse pranto.

Se não durar pela vida,
Que dure só o instante,
Em que tudo que precises,
Tenha o seu exato alcance.

Nenhum comentário: